domingo, 7 de abril de 2019

"Requinte Lenormand": unboxing e comentário




terça-feira, 12 de junho de 2018

Carta do Dia do Tarot: os Enamorados


Deck utilizado neste video: "Golden Wirth Tarot" (Lo Scarabeo)

quinta-feira, 3 de maio de 2018

"Kitty Kahane Tarot": unboxing e comentário



Os desenhos de forma bastante esquemáticas (do tipo: "Meu filho de 5 anos faz melhor que isso!") e o esquema de cores reduzidos e de aplicação "chapada", podem, num primeiro momento, confundir o observador menos acostumado à, assim chamada, "arte do Tarot", a considerá-lo um "trabalho menor". Ledo engano: o KITTY KAHANE TAROT é, na minha opinião, um dos decks com maior personalidade e altamente inspirador. Suas figuras, simples, esquemáticas, são plenas em vitalidade e, ainda que sejam clones do Rider-Waite-Smith, conseguem renovar, se me permitem dizer, o olhar e, sobretudo, o vocabulário imagético, daquelas cartas tão conhecidas. Editadas por duas das mais respeitadas casas e selos editores europeus, AGMüller e Urania, as lâminas são de qualidade superior em termos de papel e de impressão, e a caixa, em material bastante resistente. O livreto que acompanha, infelizmente é escrito em apenas um idioma, o alemão. Tive bastante dificuldade em adquirir, visto que esse deck, de 2006, está esgotado há muito e não teve novas edições. Minha aquisição foi feita, depois de muita pesquisa, de um ex-proprietário de uma loja de artigos esotéricos que ainda guardava um deck lacrado. Nome: KITTY KAHANE TAROT Autores; Kitty Kahanne & Lilo Schwartz Editora: URANIA e AGMÜLLER

quinta-feira, 5 de abril de 2018

"Game of Thrones Tarot": unboxing e comentário


O "Game of Thrones Tarot" é um daqueles lances que eu classifico como "oportunistas" do mercado da cartomancia: cria-se um deck de um sistema oracular qualquer inteiramente calcado numa série televisiva de indiscutível sucesso.
Não vejo nada de errado nisso. Atende, por um lado, um mercado consumidor cada vez maior e mais exigente. Em outro aspecto, facilita a compreensão de alguns Arcanos, Maiores e/ou Menores, usando personagens bastante conhecidos da trama televisiva como ilustração das cartas.
Esse tipo de deck, onde cinema, literatura, artes plásticas, esportes, revistas em quadrinhos, etc, serve de suporte para o desenvolvimento das imagens das lâminas, não é novo. Atualmente há uma verdadeira onda de decks orientais totalmente inspirados em personagens dos mangás e há muito tempo as editoras e os designers free-lance colocaram no mercado produtos similares e, alguns, com muito sucesso de venda.
O deck vem numa caixa estilo box que contém, também, um manual de instruções encadernado e com uma excelente aparência e um texto condizente ao que se propõe, sem aprofundar muito os temas e símbolos de cada carta.
O material utilizado nas lâminas dá a sensação de um papel tipo linho, plastificado. De acordo com as minhas preferências, deixa a desejar especialmente no quesito gramatura, pois achei as cartas muito finas, muito flexíveis.
No mais é mais uma "curiosidade", mais um item voltado aos fãs da série e demais colecionadores.
Quanto ao "ajuste" dos personagens da trama televisiva em seus novos papéis como Arcanos do Tarot eu não posso avaliar, pois assisti a apenas alguns capítulos da mesma, ainda em sua primeira temporada.
Por ser um clone do Rider-Waite-Smith, não apresenta nenhuma dificuldade a todos aqueles que estão acostumados às suas imagens.
Adquiri o meu exemplar em pré-lançamento mas já existe, também, uma edição de luxo, com uma caixa diferenciada e algumas outras surpresas.
Basta fazer um Google com o nome do deck, "Game of Thrones Tarot" e, quem estiver disposto a adquiri-lo, irá encontrar opções entre as lojas físicas e virtuais.
Nome: "Game of Thrones Tarot"
Ilustrador: Craig Coss
Texto: Liz Dean
Design: Michael Morris

quarta-feira, 7 de março de 2018

"The Fountain Tarot": unboxing e comentário


Este é um deck que eu, definitivamente, não recomendaria a um iniciante.
As 78 lâminas, em cores muito suaves, num tratamento de pintura a óleo com imagens quase etéreas, trazem, ainda, figuras geométricas e algumas vagas referências à diversidade cultural e espiritual.
A qualidade das cartas é muito boa e a caixa é bastante sólida. Nome: THE FOUNTAIN TAROT
Autores: Jonathan Saiz, Jason Gruhl, Andi Todaro

À venda em diversos sites da internet bastando, para tanto, fazer uma breve pesquisa no Google.