segunda-feira, 18 de setembro de 2017

"Schimid Lenormand": unboxing e comentário


Basicamente, o conteúdo do site www.gameofhopelenormand.com é formado por réplicas de originais adquiridos por Lauren Forestell, sua proprietária, em leilões e de coleções particulares. O que a empresa virtual dessa senhora faz é recuperar, digitalmente, os decks antigos, fora de circulação e de catálogo dar-lhes vida nova através de um bastante minucioso trabalho gráfico. Como neste "Schmid Lenormand" (impresso em 1950 aprox.), quase a maioria dos decks desse site não trazem a figura de naipe como um "insert" nas cartas, o que pode ajudar bastante a entender como, na Europa, os cartomantes que usavam o Lenormand adotavam ou não, a leitura secundária ou complementar fornecida pelos naipes. Como qualidade de papel e de impressão, o deck é muito bom, praticamente nada deixando a dever às grandes casas editoras como a A.G.Müller, Lo Scarabeo ou U.S.Games. As imagens são réplicas fotográficas, digitalmente corrigidas e/ou recuperadas (quando necessário) de cartas originais, nem sempre em seu melhor estado de conservação ou, mesmo, de impressão. Portanto há de se esperar manchas, cores saturadas, contrastes acentuados e uma estética que muitos de nós pode não apreciar. Mas, para o colecionador e, mesmo, para um designer, tudo isso adquire uma importância muito grande pois é através desse olhar para o passado "real" (não aquele "maquiado" por novas tecnologias de impressão e criados recentemente para atender a um gosto particular e passarem-se por "antigos") que podemos encontrar novas referências e perceber detalhes muitas vezes faltantes ou obscuros em decks mais atuais. A maioria dos decks vendidos no site mencionado têm inscrições em alemão, o que pode ser um empecilho para quem, como eu, não lê ou escreve nesse idioma, superável, porém, com muita paciência e o uso de dicionário. As cartas vêm embaladas em uma pequena bolsa de veludo e não acompanha nenhum tipo de informação extra. Apenas as cartas 28 e 29 têm seus "duplos" e uma carta "de topo" foi acrescida reproduzindo o frontispício da embalagem original.

Deck: SCHMID LENORMAND (c. 1950)
Impresso: Editora Schmid
Site: www.gameofhopelenormand.com

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

"The Timeless Tarot": unboxing e comentário



Pessoalmente gosto de cartas oraculares que se utilizam de pinturas ou ilustrações famosas, antigas ou não. O "The Timeless Tarot", criado por Tara Winstanley é um desses decks que busca associar as imagens criadas por Pamela Coleman Smith, no início do Século XX, a trabalhos artísticos desenvolvidos em épocas e locais diversos. Essa maneira de criação de tarots ou demais oráculos não é nova, nem pioneira: o mercado tem um grande número de decks com essa mesma solução gráfica. O que o "The Timeless Tarot" tem a seu favor é a excelente qualidade de impressão e de papel, numa gramatura que o torna a um só tempo agradável de ser pego, embaralhado e usado com frequência. A edição usada por mim neste unboxing é chamada de "especial" ou "de luxo" pois vem acondicionada numa embalagem em forma de caixa metálica, traz um livreto com as mais tradicionais palavras-chave para cada carta (além de associações numerológicas e astrológicas e esquemas de tiragem), e uma bolsa em tecido acetinado para guarda das cartas. Existe uma versão mais barata que vem numa embalagem em tecido somente.

Nome: THE TIMELESS TAROT
Autora: Tara Winstanley
Site: https://www.etsy.com/pt/shop/TaraWins...