sábado, 17 de abril de 2010

Carta do Dia: 3 DE PAUS

Título Senhor da Força Estabelecida
Elemento Fogo
Arcanjo Tzafkiel
Nome Divino  Yahveh Elohim
Mundo Cabalístico Atziluth (mundo da emanação)
Sephirah Binah (Compreensão)
Correspondência Astrológica Sol em Áries
Planeta  Saturno
Pedra Safira

    Wands03 (2) Lembram-se do assunto abordado na postagem de ontem? Sobre o 2 de Paus? Pois é, vou voltar a ele pois, apesar de não ser novela, teve continuação.

     Nosso amigo empresário do ramo de alimentação, com sua extremamente bem sucedida rede de churrascarias espalhadas pelo Brasil recebeu um convite para abrir algumas filiais em importantes cidade norte-americanas, através de uma associação com investidores estrangeiros, e isso o deixara pensativo e bastante preocupado. Era necessário, após uma vida toda de trabalho e de já estar colhendo (e bem!) os frutos da semente plantada há décadas atrás numa despretensiosa churrascaria de beira de estrada, avaliar se deveria ou não dar continuidade na expansão de seu império.

     Essa dubiedade própria das cartas dos Arcanos Menores de número 2 o fizeram reavaliar a sua trajetória e repensar em termos da continuidade da empresa nas próximas décadas. Só haviam duas opções: ou deixava tudo como estava, correndo o risco de vir a arrepender-se no futuro, ou tomar a decisão de alterar a fórmula até então empregada e tentar uma oportunidade de crescimento através da conquista de novos mercados.

     Bem, como uma pessoa corajosa que é, que acredita, antes de mais nada no seu potencial, e munido das necessárias informações legais e de logística, decidiu por apostar em si, na sua equipe e na sua intuição e formou a necessária sociedade que lhe permitiu investir em outro país. Foram meses de reuniões, adaptações de ambas as partes, de escolhas de locais, de capacitação de pessoal, de trâmites legais, tudo enfim que representa a abertura de um negócio bi-nacional.

     Começa, agora, para esse nosso amigo, uma nova fase muito bem representada pelo 3 de Paus, uma carta que pode ser interpretada como um tempo de espera pelo investimento feito. Isso acontece, diariamente, em todas as partes do planeta, em maior escala, seja através de alguém que planta um caroço de uma fruta mas saber que terá de aguardar um determinado tempo para que a planta se desenvolva, a árvore frutifique e o seu esforço possa ser colhido, ou seja como aquele profissional, com um excelente currículo, com méritos escolares, com uma série de sucessos em seus trabalhos prévios, que submete seu curriculum à uma nova empresa. Ele também terá “lançado seus navios ao mar” e está esperando pelo retorno desejado.

     A jovem estilista que lança sua primeira coleção de prêt-a-porter, tendo convidado a imprensa especializada, os chamados “formadores de opinião”, e os compradores das grandes lojas, também aguarda ansiosamente que pedidos de grandes magazines venham lhe garantir a continuidade e estruturação de seu negócio. Ela investiu anos de estudo, pesquisa, trabalho e dinheiro na esperança de que seu sonho venha a se concretizar. O que podia fazer, foi feito. Agora é tempo de, paciente e esperançosamente, aguardar.

     O 3 de Paus quando aparece numa leitura, levando-se sempre em consideração a sua situação dentro do esquema do jogo e das cartas que o rodeiam, além da questão proposta pelo Consultante, pode simbolizar poder, negócios bem realizados, união de forças, esforços com bons resultados, possibilidades que surgem de um novo emprego ou mesmo de mudança de atividade. Chegada de ajuda necessária. Pode também significar o bom uso da intuição, da capacidade espiritual ou mediúnica e clarividência.

     Quando mal situado na jogada, essa carta pode estar indicando o fato do Consultante estar sendo relapso, desatento, displicente, inobservante, dando as costas para a situação, sucesso transitório, negócios mal estruturados, idealismo ilusório, alienação, solidão. Pode ser um alerta para se ter cuidado com ofertas de ajuda que só venham beneficiar quem as oferece. Ser traiçoeiro. Motivos escusos, arrogância, egocentrismo, orgulho, presunção. Dúvidas e hesitação.

     Saturno, regente dos sábados, é sempre muito temido e muitas vezes visto apenas sob o seu aspecto limitador, condenador, impositor de dificuldades. Porém ele é muito mais do que isso e é um grande consolidador, estabelecedor de direcionamentos e de estruturas bastante definidas e sólidas. Portanto, uma carta como o 3 de Paus, que tem sua correlação planetária com esse astro, num dia da semana regido pelo próprio, é uma exaltação de suas forças, o que promete ser um bom dia para aproveitarmos para estruturar e definir as bases e os rumos que pretendemos para os nossos novos projetos, ou mesmo aqueles que já estão em andamento. O Sol em Áries, também astrologicamente ligados a essa carta, pode ser uma energia bastante otimista na superação de revezes, na formação da própria individualidade, mas,  entretanto (cuidado!) pode não conseguir concluir as tarefas a que se propõe. A Lua (Nova) em Gêmeos aguça a nossa intuição e nos auxilia a fazermos diversas coisas ao mesmo tempo, ou seja, enquanto aguardamos os resultados dos nosso trabalho, podemos ir estruturando novas estratégias ou criarmos novas idéias de oportunidades.

     Aproveitem bem o final de semana e lembrem-se que os únicos limites que existem são aqueles que nós mesmos nos permitimos enxergar.

Imagem: TAROT DE DALI

Um comentário:

  1. sua interpretação é perfeita e a maneira como você a expõe
    Namastê

    ResponderExcluir

Agradeço o seu comentário.
Em breve ele deverá ser exibido no Blog.
Namastê!