segunda-feira, 17 de maio de 2010

Carta do Dia: 5 DE ESPADAS

                                          CREONTE
     “Cidadãos! Acabo de saber que Édipo formulou contra mim gravíssimas acusações, que eu não posso admitir! Aqui estou para me defender!
Se, no meio da desgraça que nos aflige, ele supõe que eu o tenha
atacado, por palavras ou atos, não quero permanecer sob o vexame de semelhante suspeita, pois para mim isso não seria ofensa de somenos valor, mas sim uma profunda injúria, qual a de ser por vós, e por meus amigos, considerado um traidor!”
                                           CORIFEU
     “Talvez essa acusação injuriosa lhe tenha sido ditada pela cólera momentânea, e não pela reflexão.”

Creonte e Corifeu em “Oedipus Rex” _ Sófocles, Séc. V a.C.

    Swords05 (5) O 5 de Espadas é considerada por muitos uma das cartas mais cruéis do tarot, senão a mais difícil de ser interpretada. Ela indica derrota, incapacidade, perda, abatimento, ser vencido. Quando ela surge numa leitura, sempre dependendo, logicamente, do assunto proposto pelo Consultante e pelas demais cartas e suas disposições, pode indicar que o Consultante acredita que será derrotado em algum de seus projetos ou expectativas. É sintoma de pensamentos negativos, de ser dominado, de covardia. Simboliza a perda de um concurso, prova, teste, competição, jogo, Pode, também, indicar atitudes problemáticas e bastante auto-destrutivas. É o retrato da perda da fé, da esperança, de sentir-se desprotegido. Espiritualmente o Consultante acredita que o diabo (ou o nome que preferir dar para as forças maléfica, para o que é negativo, aditivo, desorientador) encontrou uma brecha em suas defesas psíquicas e se aproveitou disso para “instalar-se”. É também sinal de conflitos, batalhas, guerras sangrentas. Pode, em alguns casos, indicar uma piora no estado de saúde do Consultante devido ao seu estado mental (somatização). É, enfim, perder a batalha (mentalmente) antes de começar a lutar.

     O 5 de Espadas, em algumas leituras, sempre dependendo de uma série de fatores como o tema da própria, a sua localização no esquema escolhido e as outras cartas que lhe são próximas, pode indicar fraqueza, sentir-se de ponta-cabeça, inábil para defender-se. Necessidade de alterar-se planos. Estar em desvantagem e energeticamente deficiente. Entrar em combate com adversários muito melhor preparados. Não estar fisicamente bem. Procurar auxílio de alguém e a pessoa recusá-lo de maneira bruta. Pode ser prenúncio de problemas que ocorrerão com alguém amigo do Consulente. Fazer um apê-lo e não ser atendido. Sentir que as pessoas o acham inadequado para uma determinada função ou para lidar com uma situação.

     Ainda que as desgraças que algumas vezes se abatem sobre nós possam nos fazer querer dibrá-las, enganando o destino, tornando-nos frios e calculistas com a experiência, o ideal seria aceitá-las e compreendê-las como eventos e consequências naturais dentro do grande esquema da vida. É preciso então render-se. Como diz o ditado: “Se não há solução, solucionado está.”, ou seja, se não temos reais condições de vencer esse obstáculo, ou o custo para o fazermos será elevado demais, o melhor e nos rendermos, olharmos para o futuro e nos lembrarmos que “isso também passará”. Devemos evitar acusarmos os outros ou querermos nos vingar pela nossa derrota, pois é evidente que essa atitude só agrava ainda mais qualquer situação. Se não é possível vencer, o melhor que se tem a fazer é afastar-se.

     Em “Édipo Rei”, seu autor, Sófocles, coloca isso muito claramente em diversos pontos do texto. A irritação de Creonte, cunhado (e tio, sem que ele saiba) de Édipo contra as acusações do Rei são respostas às acusações sofridas por ele, anteriormente. Édipo, em seu desespero de conseguir solucionar o problema que consome a vida em seu reino, e não obtendo respostas objetivas, começa a disparar incriminações contra Tirésias, o sábio vidente e contra Creonte, insinuando que eles armam um complô para roubar-lhe a coroa.

     O Corifeu, que nas tragédias gregas era a figura (o ator) que representava o chefe do coro, acrescenta um comentário, com o intuito de aplacar a ira de Creonte, de que Édipo teria dito o que disse numa explosão de cólera, num momento de desiquilíbrio, sem pretender realmente dizer a insensatez que dizia. Essas palavras não são apenas de consolo ou de pacificação, mas são, como subtexto, uma crítica à conduta do Rei que, agindo de forma compulsiva, motivado por um Ego exaltado, acaba por auto-desmoralizar-se. É um comentário de que não se deve ceder ao ódio, à raiva, ou ao demais estados emocionais negativos, pois esses ataques e energias ruins acabam se voltando contra que as elaborou e proferiu. Em situações como o 5 de Espadas, devemos fazer o esforço de continuarmos a cultivar nossos corações e espíritos para que eles espelhem a beleza do divino que nos abita, ao invés do caos que nos rodeia.

     Nesta segunda-feira, com a Lua Nova em Cancer, e sob os auspícios das energias dessa carta cujo equivalente astrológico é Vênus em Aquários, poderemos nos dedicar à solução de problemas que há muito estão esperando para um esclarecimento. Mas tudo isso feito de maneira muito bem equilibrada e firme, sem querer encontrar um culpado para as situações, pois nossa função não é exatamente a de Juiz.

     No antigo Império Romano, na data de hoje, e nos próximos 2 dias, era celebrado um culto especial a Dea Dia, uma deusa muito semelhante a Ceres, até mesmo porque estava ligada à idéia de renascimento, crescimento, abundância, a agricultura, a primavera. Nessas ocasiões eram sacrificados, em homenagem à Dea Dia, um boi, uma leitoa e um carneiro, que antes eram levados em procissão ao redor dos campos cultivados.

     Acredito que possamos transladar essa figura, e seu culto, das páginas da mitologia para a nossa experiência diária, encarando o trabalho (o campo) de onde tiramos o nosso sustento, a nossa sobrevivência) com um olhar benevolente, e merecedor de determinadas ações (sacrifícios) para que possam produzir o melhor e o mais abundantemente: dedicação, respeito, agradecimento.

     Tenham todos um excelente início de semana!

Imagem: BOSCH TAROT, por A. Atanassov

2 comentários:

  1. fiquei sem computdor por uns dias mas continuo
    fiel seguidora
    NAMASTÊ

    ResponderExcluir

Agradeço o seu comentário.
Em breve ele deverá ser exibido no Blog.
Namastê!